expografia

expografia

exposição permanente do museu de zoologia | 2015| são paulo

industrial

concursos

urbanismo

patrimônio histórico

serviços

institucional

habitação

Exposição de longa duração do Museu de Zoologia da USP

Biodiversidade: Conhecer para Preservar

 

Localização: Av. Nazaré, 481. Ipiranga. São Paulo –SP. Brasil

Área: 615m²

Ano do projeto: 2015

 

Depois de um período fechado para reformas o museu de zoologia da USP reabre as portas com a exposição de longa duração: Biodiversidade Conhecer para Preservar.

O percurso da exposição começa com um grande painel da biodiversidade na entrada do museu, onde uma estrutura metálica abriga em diferentes níveis diversos animais taxidermizados, conchas e uma vitrine pivotante de insetos convidando o publico a entrar.

 

Na primeira parte da exposição que ocupa o hall de entrada e galeria do edifício histórico, os painéis e dispositivos expositivos foram projetados em estrutura metálicas soltos das alvenarias do piso e do forro preservando e valorizando a arquitetura existente.

 

Dentro do salão a arquitetura pré-existente permitiu mais liberdade de intervenção. O forro foi pintado de cinza escuro criando um fundo infinito e os novos painéis reorganizaram o espaço dividindo em duas salas: uma grande sala expositiva e um espaço menor destinado ao laboratório de experimentações, um espaço para interatividade do público com o museu e a produção da universidade.

 

A narrativa da exposição tem como um dos principais núcleos “ Paisagem da Biodiversidade”, o museu tradicionalmente montava sua exposição com dioramas em vitrines, onde os bichos taxidermizados ficavam em paisagens cenográficas (modelos expositivas do século XIX) e buscamos dar uma solução contemporânea.

A solução encontrada para os dioramas foi a impressão em voal de fotos de paisagem, em várias camadas sobrepostas criando desta forma perspectiva. Os bichos foram colocados dentro das imagens, entre os painéis, fixados no grid metálico ou na base, garantindo ao publico a sensação de vê-los em sua paisagem natural.

Como contraponto a esta linguagem contemporânea as vitrines antigas de madeira do museu foram incorporadas no espaço expositivo marcando a presença da tradição da instituição.

Dentro do laboratório, a história do museu se faz presente pelo painel com gravuras históricas de estudos de zoologia. A grande estante com gavetas vitrines,  remete ao importante acervo  de pesquisa da instituição.

 

Projeto:

MZUSP e Expomus

 

Implantação da exposição:

Expomus

 

Arquitetura:

Escritório Paulistano de Arquitetura e Metrópole Arquitetos

 

Arquitetos:

Anna Helena Villela, Eduardo Colonelli, Izabel Barboni Rosa, Liz Arakaki e Laura Vaniqui

 

Iluminação:

Design da Luz Estúdio: Fernanda Carvalho

 

Projeto Gráfico:

Partícula :Claudia Lammoglia

 

Audiovisual:

Estúdio Preto e Branco

 

Execução do Projeto Museográfico e Expográfico:

Liz Cenografia

 

Fotografias:

PK Estúdio Fotográfico